Saúde
Publicado em 10/10/2017 às 9:41 - Autor:

VALINHOS: UPA 24h de Valinhos registra aumento de 25% no atendimento

upa valinhos

O número de atendimentos realizados pela UPA 24h de Valinhos cresceu 25% nos últimos meses. O aumento é resultado da crise econômica no País que ampliou o desemprego e a migração de pacientes atendidos por convênio para o Sistema Único de Saúde (SUS). Desde o início do ano, o sistema contabiliza 8 mil novos pacientes na rede pública de Saúde de Valinhos. A UPA passa por adequações para manter a qualidade do atendimento.

A Prefeitura realocou funcionários de outros pontos de atendimento para atender os pacientes da unidade. O governo também contratará mais médicos via concurso simplificado. A lista dos aprovados será publicada nesta sexta-feira (6). Outra melhoria implantada na unidade é a instalação do prontuário eletrônico dos pacientes conectado com a rede básica. “A informatização permite que o médico da UPA tenha acesso ao histórico de saúde do paciente na unidade de referência onde ele é atendido regularmente”, explicou o secretário de Saúde, Nilton Tordin. Os medicamentos da UPA também são fornecidos atualmente pela Prefeitura.

Para o próximo ano, o secretário disse que já está sendo reservado no orçamento do município verba para novos investimentos na unidade de pronto atendimento.

 

Demanda – Municípios vizinhos, como Campinas, enfrentaram recentemente restrição de serviços em unidades importantes, como o pronto-socorro do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp e o Hospital Celso Pierro, da PUC, que têm operado no limite de suas capacidades. Isso ajudou a ampliar ainda mais a procura pelos atendimentos na UPA de Valinhos.

Segundo o secretário, nos finais de semana o índice de aumento no atendimento na UPA chega a 45%. “Temos registrado um atendimento de 15 mil pessoas ao mês, o que dá uma média de 500 pessoas ao dia”, disse Tordin.

Segundo Tordin, 15% de todos os atendimentos feitos pela UPA são de usuários de outras cidades, principalmente de Campinas, por conta da proximidade e também pela restrição no atendimento de algumas unidades.

A área de maior procura na UPA é de clínica geral. “Percebemos que boa parte dos pacientes poderia fazer o agendamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), mas eles ainda preferem a consulta imediata na UPA, que deveria ser apenas para casos de urgência e emergência”, disse.

A unidade conta com uma equipe de oito médicos por plantão, distribuídos em quatro clínicos gerais, dois pediatras, um ginecologista e um ortopedista, além da equipe de enfermagem, recepção, limpeza e estoque. O custo operacional da UPA 24h ao mês é de R$ 1,2 milhão entre insumos, medicamentos e pagamento de pessoal.

O valor é a metade do que a Prefeitura gastava com a contratação do Inase (Instituto Nacional de Assistência à Saúde e à Educação), que administrou a unidade até 27 de março, quando o município assumiu a gestão, após sindicância que investigou o contrato e diversas reclamações de pacientes a respeito de qualidade do atendimento.

 

Pacientes elogiam qualidade no atendimento

 

Na manhã desta terça-feira (3) a UPA 24h de Valinhos estava lotada, mas pacientes ouvidos elogiaram a qualidade no atendimento na unidade.

Josilene Maiara Oliveira, moradora do Parque das Colinas, procurou a UPA para o seu bebê recém-nascido. “Ele está com tosse, e sempre que preciso venho aqui, o atendimento é bom. Pode demorar um pouco, mas sempre sou bem atendida”, contou.

José Carlos Tripoli, do Jardim São Marcos, levou o pai com um quadro de gripe. “Nunca tive problema no atendimento”, disse. Luiza de Lima é moradora de Campinas, mas prefere a UPA de Valinhos, porque é mais perto. Ela mora na divisa da cidade. Luiza estava com a filha com febre e dor de garganta. Ela contou que passou pela UBS de Campinas, mas não tinha médica pediatra. “Aqui pode demorar um pouco, mas a gente sempre é atendida”, disse.

Rogério Santana é outro morador de Campinas que prefere buscar a UPA. Desta vez, veio em busca de atendimento para o filho. “Somos sempre bem atendidos, não tenho do que reclamar”, concluiu.

Fonte: Prefeitura de Valinhos

Comentários