“Esta é mais uma boa parceria, aliás, o que mais temos feito nas últimas semanas são parcerias. Parceria com o governo federal, com o governo estadual, somando forças com o governo municipal”, afirmou o prefeito João Doria.

No Anhembi, o dinheiro está sendo aplicado em reformas para a melhoria da sinalização do Sambódromo e da acessibilidade, iluminação, instalação de canaletas e dos banheiros do Pavilhão de Exposições.

Já o complexo da Fábrica do Samba possui uma área construída total de 77 mil metros quadrados e foi construído especialmente para abrigar as atividades dos sambistas paulistanos, com o apoio de R$ 40 milhões do Governo Federal. A estrutura, instalada junto à ponte da Casa Verde, na Zona Norte, oferece galpões adequados à produção de carros alegóricos e fantasias, além de facilitar o acesso das escolas ao Sambódromo do Anhembi. No total, a obra contará com 14 galpões. Destes, sete já foram entregues e outros três devem ficar prontos até outubro deste ano junto com as áreas administrativas e o pavilhão que irá abrigar o Museu do Samba.

“São Paulo é um cartão postal do nosso país, é a porta de entrada do nosso país. São Paulo fomenta grande parte do turismo brasileiro. Por isso o Ministério do Turismo estará sempre de portas abertas para a cidade”, disse o ministro Beltrão.

Também participaram das visitas o presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), David Barioni, o secretário municipal de Serviços e Obras, Marcos Penido e o secretário do Turismo do Estado de São Paulo, Laércio Benko.