Destaque Polícia
Publicado em 11/09/2017 às 8:51 - Autor:

PF faz operação de busca na casa de Joesley e de ex-procurador da PGR

Brazil's billionaire businessman Joesley Batista is pictured at the Brasilia international airport, after testimony in Brasilia, Brazil, September 7, 2017. REUTERS/Adriano Machado

Na manhã desta segunda-feira, 11, agentes da Polícia Federal estão na casa do empresário Joesley Batista, em São Paulo, e no apartamento do ex-procurador Marcelo Miller, na Lagoa, na zona Sul do Rio,  cumprindo um mandado de busca de documentos, segundo o jornal O Estado de S.Paulo.

Joesley está preso na superintendência da Polícia Federal em São Paulo e deve ser transferido para Brasília, ainda na manhã desta segunda-feira.

A operação simultânea da PF e do Ministério Público Federal começou às 6h. Os políciais também fazem buscas na casa do empresário Ricardo Saud e na sede do grupo J&F.

O ex-procurador Marcelo Miller e suspeito de ter agido de forma ilegal nas negociações da delação premiada da JBS, prestou depoimento nesta sexta (8), no Rio de Janeiro. A grande dúvida agora é se Marcelo Miller orientou empresários enquanto ainda trabalhava na Procuradoria-Geral da República.

Marcelo Miller teve a prisão requerida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A custódia foi negada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal.

Segundo FAchin, em relação a Miller, não há elemento indiciário com a consistência necessária para a decretação da prisão temporária por organização criminosa, “ainda que sejam consistentes os indícios de que pode ter praticado o delito de exploração de prestígio e até mesmo de obstrução às investigações”. De acordo com o  ministro, não se mostraram presentes os elementos de estabilidade e permanência que configuram o crime de associação criminosa.

Fachin ordenou a prisão dos empresários Joesley Batista e Ricardo Saud, da J&F, por violação do acordo de colaboração premiada. Os dois se entregaram na sede da PF em São Paulo ontem.

Fonte: R7

Comentários