Destaque Polícia
Publicado em 20/12/2017 às 6:42 - Autor:

Ouro Verde Balanço: Comissão de Representação do Ouro Verde já fez diligências em secretarias, hospital e no Ministério Público

image_large

Criada no dia 6 de dezembro a Comissão de Representação (CR) da Câmara de Campinas, presidida pelo vereador Rodrigo da Farmadic (PP) já possui um histórico de trabalho e garante que continuará atuando mesmo com o recesso parlamentar. Na semana passada a comissão decidiu que o vereador Paulo Haddad (PPS) seria o relator dos trabalhos e antes disso a CR já tinha realizado diligências nas secretarias de Saúde e Assuntos Jurídicos.

Na última quinta-feira (14) a CR foi até o Hospital Ouro Verde verificar in loco como está a situação do local após a intervenção da gestão, já que a Organização Social Vitale que fazia esse papel teve seu contrato suspenso pela prefeitura. Os vereadores estiveram com o presidente da comissão de intervenção, Marcos Pimenta (que é também presidente do Hospital Municipal Dr. Mario Gatti) e também conversaram com funcionários e pacientes.

“Tivemos a oportunidade de conhecer a realidade do hospital e também de sentir como estava o clima de trabalho. Inicialmente os funcionários estavam bem apreensivos, mas com a intervenção do Executivo eles estão percebendo que a situação está começando a se regularizar, iniciando pelo pagamento dos salários que atualmente está em dia”, conta o vereador Paulo Haddad.

O relator da CR tem o papel de compilar todos os dados apurados em um relatório final que será encaminhado ao Ministério Público. “Conversamos com o promotor que está cuidando do caso, Daniel Zulian já nos adiantou que assim que o MP analisar todos os documentos que estão sob custódia do órgão, vai disponibilizar os dados para nós, assim vamos unir ao que já temos, como por exemplo, todos os documentos que já estão digitalizados e também as mais de 950 páginas da denúncia”, explica Haddad que garante que fará toda essa análise mesmo com o recesso da Câmara.

“O recesso é apenas a suspensão das reuniões ordinárias, podemos continuar realizando diligências e analisando processos e é o que esta Comissão de Representação está fazendo, tenho certeza que no início de 2018 já teremos embasamento para contribuir com as investigações e principalmente para auxiliar os procedimentos que façam com que o Hospital Ouro Verde volte a operar em sua totalidade, atendendo a saúde do povo campineiro”, conclui.

A Comissão de Representação é composta ainda pelos vereadores Cidão Santos (PROS), Carmo Luiz (PSC), Paulo Haddad (PPS) e Edison Ribeiro (PSL) e está atuando em conjunto com a Comissão Permanente de Política Social e Saúde, é presidida pelo vereador Paulo Galtério (PSB) e composta por Pedro Tourinho (PT), Ailton da Farmácia (PSD), Jorge da Farmácia (PSDB) e também o próprio Farmadic.

Texto e Foto: Central de Comunicação Institucional da CMC

Comentários