Destaque Mundo
Publicado em 08/08/2017 às 6:00 - Autor:

MUNDO: Crustáceos “comem” pernas de adolescente australiano em ida ao mar

crustaceos

Um jovem de 16 anos foi refrescar-se ao mar e quando saiu tinha as pernas cobertas de sangue. Estava a ser comido por pequenos parasitas marinhos.

Sam Knizav tinha acabado de jogar futebol com os amigos e foi refrescar-se na Praia de Dendy, em Brighton. Meia hora depois, quando saiu da água, reparou que tinha as pernas completamente cobertas de sangue. Os médicos que receberam o jovem ficaram surpreendidos com a gravidade dos ferimentos.

As imagens chegaram às redes sociais e rapidamente se tornaram virais. Um ataque de piolhos estará na origem do que aconteceu a Sam Knizav.

Os piolhos do mar são geralmente parasitas de peixe. Quando atacam os seres humanos, deixam pequenas pinças que provocam irritações na pele.

O pai do rapaz, Jarrod Kanizay, decidiu fazer a sua própria investigação. Foi à praia onde o filho tinha sofrido os ferimentos e com uma rede recolheu alguns dos animais que estavam na água. Depois, colocou pedaços de carne num recipiente e filmou o momento em que os animais atacam a carne.

Nas imagens, pode ver-se a carne a ser consumida pelos pequenos crustáceos.

Comunidade científica dividida

Para Richard Reina, professor assistente da Escola de Ciências Biológicas da Universidade de Monash, na África do Sul, trata-se de uma ataque de piolhos do mar.

“Quando nos atacam, normalmente saímos da água, mas, neste caso, o Sam ficou muito tempo na água e pensou que as picadas eram da água estar fria. Não percebeu que estava a ser atacado por estes crustáceos”, explicou ao “The Telegraph”.

Mas nem todos estão convencidos de que a responsabilidade dos ferimentos seja dos piolhos do mar. Ao “The New York Times”,Alistair Poore, professor da Universidade de New South Wales, explicou que se trata de um outro tipo de crustáceos, anfípodes.

“Podemos atrair facilmente muitos animais no mar com carne crua”, explicou. “Ainda assim, nada disto prova que tenham sido os piolhos do mar as responsáveis pelos ferimentos”, concluiu.

Fonte: ww.jn.pt/mundo

Comentários