Cidades Cidades Destaque
Publicado em 20/12/2017 às 6:48 - Autor:

HORTOLÂNDIA: Prefeito assina termo de cooperação para conservar fauna e flora na região

hortonatal

Reunião do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano da RMC aconteceu em Artur Nogueira, nesta terça-feira (19/12)

 

O prefeito de Hortolândia, Angelo Perugini, assinou, nesta terça-feira (19/12), o Termo de Cooperação Técnica do Projeto Reconecta RMC, que visa a conservação da fauna e da flora nos corredores ecológicos da região. A assinatura foi durante reunião dos membros do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas, no Clube Recreativo Floresta, em Artur Nogueira.

A intenção do termo de cooperação, assinado pelos 20 prefeitos da RMC, é integrar, identificar e discutir temas relevantes, que subsidiem uma linha de ação regional voltada à preservação e à recuperação da fauna e flora, de acordo com o Conselho de Desenvolvimento Metropolitano.

“Precisamos cuidar do meio ambiente. Já implantamos, na cidade, dois parques lineares que, além de recuperar as áreas de preservação permanente, que são as nascentes, ribeirões e riachos, evitam as enchentes na cidade. Está em fase final de obras o Parque Linear Santa Fé, outra obra importante para a conservação da nossa fauna e flora”, disse  o prefeito durante a reunião.

O projeto de implantação do Parque Santa Fé, na área que vai desde a região do Jardim Santa Fé até o Parque Gabriel, às margens do Córrego Santa Clara, foi desenvolvido em 2012, na gestão do prefeito Angelo Perugini. A retomada do projeto do Corredor Ecológico, com a implantação de parques socioambientais e áreas de lazer no entorno de córregos, é uma das metas da atual Administração.

Reconecta RMC

O projeto Reconecta RMC foi proposto pela Secretaria do Verde e Desenvolvimento Sustentável de Campinas, na 183ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento, sendo acompanhado pelas secretarias de Meio Ambiente dos municípios da RMC, dentre eles Hortolândia.

A iniciativa recebeu apoio da Agemcamp e também do ICLEI (Governos Locais pela Sustentabilidade), por meio do projeto Interact-Bio, que selecionou a RMC como Região Modelo, entre sete regiões metropolitanas do Brasil, para integrar o Projeto. Em novembro, durante a “Conferência sobre biodiversidade, serviços ecossistêmicos e gestão metropolitana”, realizada em Campinas,o projeto foi oficialmente apresentado e formalizado por meio de um Termo de Cooperação entre o Município de Campinas, o ICLEI e a Agemcamp.

“O apoio mútuo entre os dois projetos e entre todos os municípios da RMC possibilita que a ação local seja articulada de forma a explorar as estruturas de governança existentes, contribuindo para que a Região Metropolitana de Campinas incorpore cada vez mais em seu planejamento os aspectos da biodiversidade, inclusive no Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado, coordenado pela Agemcamp”, avalia o Diretor de Licenciamento Ambiental de Hortolândia, Gustavo Belic Cherubina.

Antes da assinatura do Termo de Cooperação do Reconecta RMC, em Artur Nogueira, o documento havia sido encaminhado previamente às prefeituras para análise e avaliação quanto aos aspectos jurídicos.

Reconeta em Hortolândia nesta quarta-feira (20/12)

Pela primeira vez, Hortolândia receberá o 1o Encontro do GT (Grupo de Trabalho) de Proteção Animal do projeto Reconecta RMC, que integra em torno da questão ambiental representantes dos 20 municípios da região. O evento acontecerá nesta quarta-feira (20/12), a partir das 9h, no auditório Andréia Marise Borelli, localizado na Rua Francisco Guimarães de Oliveira, 130, Remanso Campineiro.

Fonte: hortolandia.sp.gov.b

Comentários