Destaque Esportes
Publicado em 03/08/2017 às 16:20 - Autor:

FUTEBOL: Barcelona recebe pagamento de multa e Neymar fica livre para assinar com PSG

neymar

Estadão Conteúdo

O Barcelona confirmou nesta quinta-feira que a rescisão do contrato de Neymar foi paga, o que o faz não ser mais jogador do clube catalão e também o tornará reforço do Paris Saint-Germain. Em comunicado publicado no seu site oficial, o time espanhol explicou que o advogado do atacante, Juan de Dios Crespo, foi diretamente até a sede da equipe e entregou ao diretor geral do Barcelona, Òscar Grau, o cheque de 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 819 milhões), valor estipulado para rompimento do vínculo.

A ação do representante legal de Neymar se deu depois de a liga espanhola rejeitar receber o pagamento da multa rescisória do atacante nesta quinta-feira, horas antes. Assim, com essa decisão, o brasileiro não é mais jogador do Barcelona e vai se transferir ao Paris Saint-Germain, em negociação que deverá ser oficializada pelo time francês nas próximas horas.

A concretização da negociação torna Neymar o jogador mais caro da história do futebol, superando em muito a maior transação, ocorrida no ano passado, quando o Manchester United desembolsou 105 milhões de euros (R$ 387 milhões) para tirar o francês Paul Pogba da Juventus.

“Esta tarde, representantes legais de Neymar foram pessoalmente à sede do clube, e fizeram, em nome do jogador, o pagamento de 222 milhões de euros, na indenização pela rescisão unilateral e sem causa do contrato que unia ambas as partes”, afirmou o clube.

Com isso, o último entrave para Neymar se tornar jogador do Paris Saint-Germain está solucionado. O Barcelona, porém, promete agir para que o clube francês seja punido pela Uefa, por considerar que o time violou as regras de fair-play financeiro da entidade europeia. “Assim sendo, o clube repassará à Uefa os detalhes desta operação para que determinem as responsabilidades disciplinares que podem surgir deste caso”, acrescentou o Barcelona em seu comunicado.

Mais cedo, a liga espanhola se recusou a receber o pagamento de Neymar, o que pode ter relação exatamente com a suposta violação das regras do Fair-Play Financeiro da Uefa, ainda mais que os últimos Javier Tebas, presidente de La Liga, declarou anteriormente que a transação desrespeitaria essa legislação.

Além disso, há um imbróglio jurídico envolvendo a renovação do contrato de Neymar com o Barcelona, firmada em outubro de 2016. O acordo previa o pagamento de 25 milhões de euros (R$ 92 milhões) ao jogador até o final de julho. O Barcelona, porém, “congelou” o pagamento diante da iminente saída do brasileiro e declarou ter realizado o depósito desse valor em juízo. A ação provocou críticas da liga francesa, que atacou a entidade espanhola.

Agora, a novela envolvendo a transferência ganhou mais um capítulo, sendo esse um dos seus últimos. O próximo, então, deve ser a oficialização da contratação de Neymar pelo Paris Saint-Germain, seguido da revelação dos detalhes da apresentação do agora jogador mais caro do mundo.

Neymar, de 25 anos, chegou ao Barcelona antes do início da temporada 2013/2014, adquirido junto ao Santos, em uma transação que provocou problemas na Justiça para o clube espanhol em função da suposta ocultação de parte do valor pago na negociação, o que inclusive provocou a queda do então presidente Sandro Rosell – a informação inicial era de que o time havia desembolsado 57 milhões de euros (R$ 211 milhões), mas o valor total foi de 83,3 milhões de euros (R$ 308,1 milhões).

Neste período, o atacante brasileiro disputou 186 jogos, marcou 105 gols e deu 59 assistências. No total, foram dez títulos conquistados: uma Liga dos Campeões, dois Campeonatos Espanhóis, três Copas do Rei, um Mundial de Clubes, uma Supercopa da Europa e duas Supercopas da Espanha. E uma das suas atuações memoráveis foi exatamente diante do PSG, na ultima edição da Liga dos Campeões, quando marcou dois gols e deu duas assistências na vitória por 6 a 1, resultado que classificou o time às quartas de final da Liga dos Campeões.

Comentários