O Grêmio saiu na frente na final da Copa Libertadores, com vitória por 1 a 0, em Porto Alegre, sobre o Lanús, nesta quarta-feira, no jogo de ida. Qual é, no entanto, o tamanho da vantagem brasileira, considerando a história do maior torneio sul-americano? O ESPN.com.br levantou os números.

O retrospecto que deixa os gremistas mais otimistas na briga pelo tricampeonato da América é que mais de 70% dos times que venceram a primeira partida acabaram com o título. Já para o Lanús, sonhando com sua primeira taça, consola que 56,2% das vezes quem decidiu em casa foi campeão.

Na estatística que considera as decisões em que houve exatamente o resultado da Arena, ou seja, triunfo do mandante por um gol de diferença, os mesmos 56,2% que saíram na frente confirmaram a vantagem em seguida – nove em um total de 16 casos, ainda sem considerar Grêmio x Lanús.