Destaque Educação
Publicado em 10/06/2017 às 9:02 - Autor:

EDUCAÇÃO : Papa denuncia tendência a educação elitista: ‘Educar é incluir’

TMO002 CIUDAD DEL VATICANO (VATICANO), 09/06/17.- Fotografía cedida por el periódico vaticano L'Osservatore Romano hoy, 9 de junio del 2017, que muestra al Papa Francisco (d) conversando con varias personas durante su visita al palacio San Calixto con motivo de la inauguración de la institución educativa "Scholas Occurrentes" en el Vaticano hoy, 9 de junio del 2017. (**ATENCIÓN EDITORES: USO EXCLUSIVO PARA LA NOTICIA QUE ACOMPAÑA**) EFE/OSSERVATORE ROMANO/FOTOGRAFÍA CEDIDA/SÓLO USO EITORIAL/PROHIBIDA SU VENTA

Pontífice ainda criticou cortes no orçamento para a área em alguns países

O Estado de S.Paulo

09 Junho 2017 | 15h53

O papa Francisco denunciou nesta sexta-feira, 9, que alguns países investem pouco na formação dos jovens, “elitizando a educação” e excluindo os mais pobres, durante a inauguração da sede romana da fundação “Scholas Occurrentes”.

“Há um perigo muito grande na vida da educação dos jovens. O da elitização. Cada vez os orçamentos para a educação em alguns lugares vão se cortando e se cria uma elite de quem pode pagar pela educação”, disse o pontífice durante uma videoconferência com jovens de diferentes países.

O papa conversou com os jovens após a inauguração da sede da Fundação “Scholas Occurrentes”  Foto: EFE/OSSERVATORE ROMANO

E acrescentou: “Ficam fora meninos e meninas que não têm educação. Educar não é saber coisas senão ser capaz de usar as três linguagens. A do coração, das mãos e da cabeça. Educar é incluir”.

Fonte : Estadão

Comentários