Destaque
Publicado em 28/04/2017 às 7:18 - Autor:

BRASIL : Movimentos sociais bloqueiam ruas em protestos desde a madrugada desta sexta

rede tv

Manifestações tomaram as ruas de várias cidades do país logo nas primeiras horas desta sexta-feira (28), após convocação de movimentos sociais pela greve geral.

Em São Paulo, o movimento Povo Sem Medo, manifestantes sem-teto e aeroviários bloquearam e queimaram pneus na Rodovia Hélio Smidt, no acesso ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. A Polícia Rodoviária Federal acompanhou o protesto e lançou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar o a manifestação.

Um grupo também queimou pneus em protesto na Avenida 9 de Julho, no centro da capital paulista. A via foi liberada, mas seguiu parcialmente interditada para a limpeza.

Outras categorias que devem parar neste dia de protestos em São Paulo são professores das redes pública e privada, bancários, metalúrgicos, aeroviários e motoboys. Os funcionários dos Correios já estão em greve, por tempo indeterminado, desde a última quarta-feira (26).

A capital paulista deve registrar ao menos dois grandes atos neste dia de mobilização contra as medidas do Governo Temer. Um deles, organizado pela Frente Brasil Popular e pelo Povo Sem Medo, está previsto para partir do Largo da Batata, em Pinheiros, às 17h e marchar rumo à casa do presidente da República. Na pauta estão a reforma trabalhista e a reforma da Previdência. Com as mesmas reivindicações, um outro ato está marcado para as 16h no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, e deve reunir professores do ensino municipal e diversas outras categorias profissionais.

No Rio de Janeiro, a pista sentido Rio da Ponte Rio-Niterói, na altura da subida do vão central, foi bloqueada por manifestantes. A Avenida Radial Oeste, na direção Centro, na altura da Rua São Francisco Xavier, também está interditada.

A pista da Linha Vermelha, na altura da Ilha do Fundão, também foi parcialmente bloqueada por um grupo com faixas e bandeiras. Embora uma pista esteja livre, o ato provocou congestionamento no local.

Ainda durante a madrugada, sindicalistas invadiram o Aeroporto Santos Dumont, mas foram dispersados por policiais federais.

Em Brasília, aproximadamente 300 sindicalistas manifestam-se no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. Há faixas, carros de som e os manifestantes queimam pneus na rotatória que dá acesso ao local.

FONTE : Rede TV

Comentários